Lutero sobre o livre-arbítrio. E um repto.

‘Pois se crermos ser verdade que Deus é conhece de antemão assim como predetermina todas as coisas; que ele não pode ser ludibriado ou obstruído na sua presciência e predestinação; e que nada acontece à margem da sua vontade (o que a lógica necessariamente obriga), então, pelo testemunho da razão, não poderá existir qualquer ‘livre-arbítrio’ nos homens, nos anjos, ou em qualquer criatura’. — in De servo arbitrio, 1525

Farei o mesmo repto que Lutero lançou a Erasmo: desafio quem desafiar a proposição anterior a buscar base bíblica para o chamado ‘livre-arbítrio’: uma só asserção desta doutrina humanista que afirma que o homem age livremente da soberania de Deus.

Anúncios

~ por Nuno Miguel Fonseca em 11 de Agosto de 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: